Cúria Diocesana (48) 3433.6313 Catedral São José (48) 3433.1079 imprensa@diocesecriciuma.com.br

Superação da Violência será tema de audiência na ALESC

Data de Publicação
07
2018
05
Segunda-feira
20h27
07 de Maio de 2018 20h27

Em parceria com o Regional Sul 4 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (ALESC) realiza no próximo dia 21 de maio uma Audiência Pública com o tema "O papel da segurança pública na superação da violência". O evento será realizado no Plenarinho Paulo Stuart Wrigth da ALESC, a partir das 14h30 e contará com a presença de entidades ligadas à segurança pública e representantes das 10 Dioceses do estado de Santa Catarina.

O evento será um espaço de diálogo sobre os caminhos da superação da violência através de ações do poder público em consonância com a sociedade civil e as reflexões trazidas pela Campanha da Fraternidade 2018. A audiência será aberta a todas as pessoas interessadas na reflexão da temática proposta.

ALESC e CNBB
A Audiência Pública é uma proposição do deputado estadual padre Pedro Baldissera (PT-SC) à Comissão de Segurança Pública da ALESC. Pelo segundo ano consecutivo o mandato do deputado estadual em parceria com o Regional Sul 4 da CNBB promove um espaço de conversa e escuta sobre as realidades trazidas pela Campanha da Fraternidade. Em 2017, aconteceu uma Audiência Pública com o tema "Bioma Mata Atlântica, Nossa Casa Comum", que reuniu cerca de 50 pessoas.

Campanha da Fraternidade
Com o tema "Fraternidade e Superação da Violência", a Campanha da Fraternidade 2018 refletiu com as comunidades, pastorais, movimentos sociais e entidades em todo o Brasil sobre os caminhos da superação da realidade de violência vivida pela população brasileira. Durante a 56ª Assembleia Geral da CNBB, ocorrida entre os dias 11 e 20 de abril de 2018, em Aparecida (SP), o episcopado do Brasil decidiu que 40% de todo o dinheiro arrecadado durante a Coleta Nacional da Solidariedade, um dos atos concretos da Campanha da Fraternidade, será destinado às atividades de ajuda aos migrantes vindos da Venezuela para a fronteira com o Brasil no estado de Roraima.

Colaboração: Franklin Machado - Assessoria de Imprensa CNBB Regional Sul 4