Cúria Diocesana (48) 3433.6313 Catedral São José (48) 3433.1079 imprensa@diocesecriciuma.com.br

Seminário diocesano reúne catequistas e liturgistas em Nova Veneza

Data de Publicação
29
2018
06
Sexta-feira
12h52
29 de Junho de 2018 12h52

"Catequese e Liturgia: O Mistério da Fé ensinado, celebrado e vivido". O mesmo tema que direcionou o Estudo do Clero da Diocese de Criciúma, durante esta semana, pautará o Seminário Diocesano que reunirá catequistas e liturgistas de todas as paróquias da Diocese, neste fim de semana.

O Palácio das Águas, em Nova Veneza, acolhe a atividade, que terá assessoria do padre Vanildo de Paiva, da Arquidiocese de Pouso Alegre (MG). O seminário será realizado durante todo o dia de sábado, 30, das 08h às 17h, e manhã de domingo, 01, das 08h às 12h. Mais de 300 pessoas estão confirmadas para a atividade.

Conforme padre Vanildo, o Seminário intercalará momentos celebrativos e expositivos. "Nós vamos trabalhar os mesmos conteúdos que trabalhamos com o clero, numa linguagem mais acessível. São os mesmos assuntos, para que haja uma linguagem comum e a possibilidade de diálogo entre os leigos e os padres. Considero importante essa iniciativa da Diocese de tratar da mesma temática com ambos, o que diminui imensamente os conflitos e dificuldades de encaminhar, na prática, as questões pastorais", frisa o assessor do encontro.

"O foco do Seminário é a relação entre catequese e liturgia, como uma depende da outra, ao mesmo tempo que cada uma tem a sua especificidade; sempre deixando dicas, práticas de como é possível fazer essa interação, tanto no terreno da liturgia, com uma liturgia que seja catequética por si mesma, no jeito de rezar, no jeito de fazer, como também na catequese, para que a liturgia esteja presente celebrando a caminhada do dia a dia, trabalhando com os símbolos litúrgicos no espaço catequético, introduzindo os catequizandos na linguagem e simbologia litúrgica", acrescenta o presbítero.

Segundo padre Vanildo, em sua arquidiocese de origem, algumas experiências bonitas já são realizadas neste sentido. "Temos o uso bastante frequente de celebrações dentro da catequese, com a reza do ofício divino numa linguagem mais catequética, a introdução dos símbolos da liturgia nos encontros. Algumas paróquias remodelaram as salas de catequese, deixando um cantinho litúrgico com a mesa da palavra, com um espaço circular, interessante para fazer orações, momentos de reflexão e celebrativos. Hoje é muito comum, dentro da própria catequese, o catequista dedicar um tempo maior para celebração, cantos e gestos. Mudou bastante aquele estilo de 'aula' que havia no passado, trazendo esse lado mais simbólico, mais contemplativo, orante. Há valorização da bíblia, com a leitura orante", relata.