Cúria Diocesana (48) 3433.6313 Catedral São José (48) 3433.1079 imprensa@diocesecriciuma.com.br

Santos óleos são abençoados no Santuário de Caravaggio

Data de Publicação
24
2016
03
Quinta-feira
13h26
24 de Março de 2016 13h26

A Diocese de Criciúma celebrou na noite desta quarta-feira santa, 23, a Missa do Crisma. A celebração, que teve início às 19 horas, no Santuário Diocesano Nossa Senhora de Caravaggio, em Nova Veneza, reuniu uma multidão de fiéis que deixou o espaço do santuário lotado. Mais de 50 padres das 32 paróquias da Diocese concelebraram a missa, que foi presidida pelo bispo Dom Jacinto Inacio Flach.

Numa das celebrações mais esperadas do ano, porque contempla a unidade da Igreja diocesana, os presbíteros renovaram suas promessas sacerdotais. "Fomos ungidos para o serviço de Deus para estar no meio do povo, a serviço das bênçãos que Deus quer derramar no meio dele. Nossa alegria é que, nesta noite, os padres, todos juntos, renovam, junto ao povo de Deus e ao Bispo as promessas de continuarem a ser fiéis e perseverantes naquilo que Jesus anunciou e que acontece primeiro na pessoa Dele e, depois, Ele nos faz participar do seu sacerdócio. Isso acontece de uma maneira muito eficaz através dos sacramentos", disse o bispo.

Procissão dos Óleos

O santo óleo do Batismo foi trazido até o altar por ministros leigos; o óleo para Unção dos Enfermos foi apresentado por agentes da Pastoral da Pessoa Idosa e voluntários do Asilo São Vicente de Paulo e o óleo do Crisma, por jovens crismandas e pelos diáconos Daniel Da Rolt e Jonas Emerim, que serão ordenados presbíteros com esse mesmo óleo, ainda este ano.

"Na bênção do óleo dos catecúmenos, nós lembramos aqueles que se tornam filhos e filhas de Deus pelo Batismo, mas também, depois, aqueles que já serviram a Igreja e passam por momentos difíceis e precisam da presença sacramental de Cristo junto deles, pela Unção dos Enfermos. E o outro óleo que vamos consagrar, o óleo do Crisma, especial na unção de padres, do bispo, para todos os batizados e crismas, que são tantas em nossa Diocese, usado também na consagração de altares em igrejas", lembrou Dom Jacinto.

Em sua homilia, o epíscopo enfatizou a importância de celebrar no Santuário dedicado a Maria, por ocasião do Ano Santo da Misericórdia e pela oportunidade dada às pessoas de atravessarem a Porta Santa. "Todos vocês devem voltar para suas casas e comunidades sentindo-se muito amados e acolhidos por Deus, em sua infinita misericórdia. Precisamos descobrir, cada vez mais, o quanto Deus é misericordioso e o quanto nós precisamos crescer nesta misericórdia".

Em sua reflexão, Dom Jacinto ainda louvou a Deus pela vida dos padres jubilares deste ano e destacou o testemunho de padre Gregório Michels, que mesmo com saúde debilitada, quis estar presente na missa para concelebrar.

Ao final da celebração, foi feita a oração do povo, impondo as mãos sobre os padres. Logo após, os padres jubilares Oscar Paulo Pietsch, Ângelo Galato e Gregório Michels receberam uma homenagem por seus 25 e 50 anos de serviço prestado à Igreja. Em seguida, leigos e religiosas representantes das 32 paróquias e santuário diocesano, enfileirados dois a dois, adentraram a nave principal do Santuário e se dirigiram até o presbitério, onde apresentaram as caixas contendo os vasos com os santos óleos, entregues, depois, às mãos dos párocos e vigários paroquiais.

Solidéu do Papa é apresentado
Um dos momentos marcantes, no final da missa, foi também a apresentação do solidéu usado pelo Papa Francisco e devolvido à comitiva neoveneziana que participou da Missa da noite de Natal, no Vaticano, no ano passado. A insígnia será exposta ao público durante a tradicional Romaria, no mês de maio.

Diáconos convidam para suas ordenações
O diácono Daniel Zilli Da Rolt e Jonas Emerim Velho aproveitaram a celebração diocesana para convidar a todos para suas ordenações. Daniel será ordenado padre no dia 02 de junho, às 15h, em Morro Bonito, Içara; e Jonas no dia 08 de outubro, às 15h, em Santa Rosa do Sul. 

Lembranças aos padres
Cada um dos sacerdotes participantes da missa recebeu de lembrança desta missa, celebrada no Santuário, uma garrafa de vinho produzido no município de Nova Veneza e um chaveiro com a imagem da Porta Santa do Santuário. Após a celebração, o povo foi acolhido no salão em um coquetel de confraternização.