Cúria Diocesana (48) 3433.6313 Catedral São José (48) 3433.1079 imprensa@diocesecriciuma.com.br

Igreja celebra abertura do Ano Nacional do Laicato

Data de Publicação
23
2017
11
Quinta-feira
11h59
23 de Novembro de 2017 11h59

Após as comemorações do Ano Nacional Mariano, instituído pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a Igreja no Brasil se prepara agora para celebrar a abertura do Ano do Laicato, no próximo domingo, 26 de novembro. Com o tema "Cristãos Leigos e Leigas, sujeitos na 'Igreja em saída', a serviço do Reino" e o lema "Sal da Terra e Luz do Mundo", a iniciativa, de acordo com o Papa Francisco, deseja fazer crescer "a consciência da identidade e da missão dos leigos na Igreja".

"O Ano do Laicato nos empolga e fomenta em nós uma feliz e agradável expectativa, para juntos escutarmos o que diz o Espírito Santo aos nossos corações e assumirmos a ação transformadora na Igreja e no mundo. A obra é de Deus e de todos nós", afirma o presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Laicato da CNBB, dom Severino Clasen.

Para o bom êxito do Ano Nacional do Laicato, que seguirá até o dia 25 de novembro de 2018, o assessor da Comissão para o Laicato, Laudelino Augusto dos Santos Azevedo aponta que é preciso em primeiro lugar a abertura do coração, presença e participação de todos. "É participando que a gente vai adquirir conhecimentos, experiências, vai entender melhor a nossa identidade como cristão leigo e leiga, a nossa vocação, espiritualidade e missão", garante.

O Bispo da Diocese de Criciúma, Dom Jacinto Inacio Flach, em sua mensagem ao povo de Deus pela abertura do Ano Nacional do Laicato, convida todos testemunharem sua fé na sociedade, buscando transformá-la, como consciência da missão recebida no Batismo e confirmada no Crisma. Segundo ele, a missão "não é só dentro da Igreja": "Onde vive uma pessoa batizada, está presente a vida no Evangelho. Quanto mais o Evangelho é vivido e testemunhado, mais é anúncio e presença do Reino de Deus", pontua o epíscopo na nota enviada às comunidades.
 
Conforme Dom Jacinto, os diferentes dons e carismas suscitados são para o bem da Igreja e vivificam o povo de Deus. "O cristão é convidado a abrir-se sempre mais para a vida no Evangelho. Seu testemunho deve ser presença indicadora de uma vida nova, transformada e libertada no amor; uma presença de reconciliação, de justiça e de misericórdia", ressalta.
 
A Diocese de Criciúma já encaminhou às paróquias, orientações e propostas para a abertura do Ano Nacional do Laicato, incluindo o Roteiro para Celebração da Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo Rei do Universo, elaborado pela CNBB.
 
Com informações da CNBB

Confira a íntegra da nota enviada pelo Bispo às comunidades:

MENSAGEM AO POVO DE DEUS PELA ABERTURA DO ANO NACIONAL DO LAICATO


Saudação em Cristo Jesus.

Hoje celebramos o Dia dos Cristãos Leigos e Leigas e abrimos o Ano Nacional do Laicato.

A Igreja é povo de Deus! Revestidos de Cristo pelo Batismo, tornamo-nos todos herdeiros, segundo a promessa (Gl 3,27). O Espírito Santo suscita diferentes carismas, dons, serviços e ministérios para o bem de toda a Igreja. As manifestações e expressões do Espírito vivifi cam e impulsionam o povo de Deus.

O cristão é convidado a abrir-se sempre mais para a vida no Evangelho. Seu testemunho deve ser presença indicadora de uma vida nova, transformada e libertada no amor; uma presença de reconciliação, de justiça e de misericórdia.

O Ano Nacional do Laicato deseja fazer crescer "a consciência da identidade e da missão dos leigos na Igreja" (Papa Francisco). Ser Igreja! Onde vive uma pessoa batizada, está presente a vida no Evangelho. Quanto mais o Evangelho é vivido e testemunhado, mais é anúncio e presença do Reino de Deus.

Que este Ano do Laicato nos ajude a criar mais a consciência de que a missão recebida no Batismo e confi rmada no Crisma não é só dentro da Igreja, mas também testemunhando sua fé na sociedade, participando ativamente desta, buscando transformá-la.

Deus vos abençoe e vos conduza com amor e ternura.

Criciúma, 26 de novembro de 2017.

Dom Jacinto Inacio Flach
Bispo Diocesano