Cúria Diocesana (48) 3433.6313 Catedral São José (48) 3433.1079 imprensa@diocesecriciuma.com.br

Frei Marcos inicia missão em Cocal do Sul

Data de Publicação
07
2018
06
Quinta-feira
15h10
07 de Junho de 2018 15h10

A Paróquia Nossa Senhora da Natividade acolheu, na tarde de quarta-feira, 06, durante a santa missa com bênção da saúde, o Frei Marcos Roberto Huk. O religioso da Ordem dos Servos de Maria, candidato ao clero permanente da Diocese de Criciúma, aceitou o convite do Bispo da diocese de Criciúma, Dom Jacinto Inacio Flach, para a missão de administrador paroquial, uma vez que o pároco, padre Oscar Paulo Pietsch, passa por tratamento de saúde após a descoberta de um linfoma.
 
"Frei Marcos, te acolhemos com carinho. Desde já agradecemos pelo teu sim, pela tua resposta com força, com ânimo e que possamos celebrar juntos esta Palavra, esta Eucaristia, nesse desejo", disse o Coordenador de Pastoral da Diocese de Criciúma, padre Joel Sávio, que presidiu a missa no lugar do Bispo Diocesano, Dom Jacinto Inacio Flach, que teve que fazer uma viagem por questões de saúde na família.
 
Padre Joel iniciou sua homilia falando sobre o momento vivenciado pelo povo brasileiro, em meio a tantas crises, na ética e na economia, às vésperas do período eleitoral, e relacionou o assunto ao tema da liturgia do dia, quando Paulo escreve a Timóteo, afirmando que sabe em quem depositou a sua fé: no Senhor Deus. O presbítero motivou todos a confiarem em Deus, em meio às adversidades.
 
"Esta paróquia, nos últimos anos, vem sofrendo com idas e vindas de padres. Tivemos, há pouco tempo, padre Eloir que ficou doente. Ajudamos, a comunidade apoiou, ficou firme, encorajou e isso foi muito bonito da parte desta Paróquia. Dessa vez, nosso irmão, padre Oscar, foi nomeado para cá e nem deu tempo de começar a conhecer as comunidades, uma doença veio para incomodá-lo. Novamente sentimos na Paróquia esse carinho, essa atenção e esse desejo de continuar firme e apoiar o padre. Percebemos nessa comunidade não apenas o desejo de ter o padre, mas de acolher bem o padre: rezar com ele, viver com ele e tê-lo como pastor. Nós, padres, somos apenas servidores da comunidade e, humanamente, também podemos sofrer com aquilo que todo mundo sofre: com as nossas enfermidades, sejam elas espirituais ou físicas. Queremos, em nome da Diocese, agradecer ao padre Oscar pelo trabalho que tem feito neste período, mesmo diante da sua enfermidade e acolher Frei Marcos pela disponibilidade com que vem para ajudar esta Paróquia. Padre Oscar ficará, agora, um pouco mais ausente da Paróquia, porém a Paróquia não sairá dele, porque tenho certeza que vocês vão continuar rezando por ele. Ele será um hospede de vocês. As questões administrativas serão com o padre Marcos, mas peço a vocês que permaneçam firmes na oração, confiantes em Deus para que a Paróquia prossiga adiante viva, vibrante e atuante", disse padre Joel.

O administrador paroquial tem as mesmas funções do pároco, em suas dimensões administrativas, espirituais e pastorais. Ao final da missa, o senhor Acácio Inácio Neto deu as boas-vindas ao Frei Marcos, em nome do Conselho de Pastoral Paroquial (CPP). Depois, foi a vez de o religioso saudar a assembleia. "Nesta primeira oportunidade de poder falar com vocês como administrador da paroquial de Cocal do Sul, me vem muito forte uma imagem da Igreja atual que nós vivemos; eu, com padre Oscar, estamos quase vivendo a condição do Papa Bento XVI com o Papa Francisco. É muito bonita a amizade entre os dois e esperamos ter uma linda amizade entre padre Oscar e eu. Parafraseando o Papa Francisco, nessa caminhada que nos dispomos a fazer, 'rezem por mim!'", pediu Frei Marcos, agradecendo o carinho do povo sulcocalense.

O pároco, padre Oscar, também concelebrou a santa missa. "Pareceu bem ao Espírito Santo e à Igreja que em Cocal do Sul tivessem dois padres! As coisas estão caminhando, agradecemos a solicitude da Igreja, aqui representada pelo padre Joel, e a Dom Jacinto, e esse caminho que estamos fazendo agora também de enfermidade, cujas noticias são boas. Os médicos têm dito: 'O linfoma está morrendo e o senhor está vivendo e vai viver muito tempo'. Sabemos que a força está muito em vocês, em Deus e pela oração que vocês têm feito. Continuem a rezar! Estamos caminhando e preciso de muita paciência, que o tratamento exige. Vamos fazer isso da melhor forma possível, para o mais rápido possível estar atendendo com tranquilidade o povo de Deus. E ao Frei Marcos, como pároco, digo o que vocês certamente no coração estão dizendo: seja bem-vindo, venha em nome do Senhor, venha nos ajudar, venha nos mostrar a Deus. Bem-vindo, irmão!", acolheu padre Oscar.

Fotos: Claudecir Teixeira - Pascom Paróquia