Cúria Diocesana (48) 3433.6313 Catedral São José (48) 3433.1079 imprensa@diocesecriciuma.com.br

Ele leva a paz no coração da família que O põe no centro da vida - diz Dom Salm na novena do Santuário SCJ

Data de Publicação
18
2017
04
Terça-feira
11h03
18 de Abril de 2017 11h03

"Estabelecerei e conservarei a paz em suas famílias" - este foi o tema do segundo dia da novena em preparação à abertura do Santuário Sagrado Coração de Jesus, que será criado pela Diocese de Criciúma no próximo domingo, 23. Na noite desta segunda-feira, 17, a comunidade Morro Bonito, em Içara, acolheu a presença do Bispo da Diocese de Tubarão, Dom João Francisco Salm, que presidiu a missa concelebrada pelo Bispo de Criciúma, Dom Jacinto Inacio Flach, e por mais nove padres.
 
A procissão de entrada contou com a participação de centenas de agentes do Movimento de Cursilhos de Cristandade de várias paróquias da Diocese de Criciúma, além de três comunidades da Paróquia São Donato: Aurora, Poço Três e Vila São José, que trouxeram as imagens de seus padroeiros. A missa foi animada pelo Coral Sol Nascente, da Paróquia Santo Antônio, do bairro Quarta Linha.
 
"Me sinto muito feliz e agradecido por estar aqui, com vocês, nesta noite, participando dessa grande festa, no tempo litúrgico da Páscoa, preparando a inauguração deste Santuário dedicado ao Sagrado Coração Misericordioso de Jesus", disse Dom João Salm, no início de sua homilia.
 
Indo ao encontro do tema da noite, o Bispo de Tubarão falou da promessa de Jesus manifestada a Santa Margarida Maria Alacoque, e explicou que não é o bastante, apenas, possuir uma imagem do Sagrado Coração de Jesus dentro de casa para obter a paz prometida por Cristo. "Ele leva a paz no coração da família, no coração da comunidade, no coração das pessoas que O põem no centro da vida. Não se trata só da imagem. Quando se diz que Ele disse ter a imagem em casa é para dizer que se assume Jesus como autoridade dentro de casa. Ele é o Senhor, Ele é o Rei, Ele há de reinar e, para Ele reinar, precisamos nos dispor à vontade d'Ele, fazer o que Ele pede, o que Ele ensinou: 'Quem me ama guarda a minha palavra' - disse Jesus. 'Meu Pai o amará' (...) Na nossa família não pode faltar a oração, não pode faltar vida de igreja, partilha, compreensão e perdão, e o fruto será a paz", explanou Dom Salm, ao insistir que Jesus deve ser o centro e a referência na vida de todas as famílias.
 
Dom Salm falou dos muitos significados atribuídos, na Bíblia, à palavra "coração" e ressaltou que "o coração é o lugar, dentro da pessoa, onde ela mesma se encontra com Deus". O Bispo de Tubarão mencionou toda a trajetória de Jesus, sempre ao encontro dos necessitados e pecadores, que é o que seu coração, exposto para fora da imagem, deseja expressar. "Jesus veio ao mundo para morrer por mim, por você; para pagar por mim e por você. Fez isso movido por amor, para dar a vida porque amava. São João disse que amar é dar a vida. Amar é uma atitude de alguém que se lança sem mais condições de voltar atrás", disse Dom Salm, ao recordar a escolha definitiva de Jesus ao abraçar o caminho doloroso da cruz.
 
O presidente da celebração também recordou muitos pensamentos de Papa Francisco expressos na exortação pós-sinodal "Amoris laetitia" - A alegria do amor. Relatou a orientação do Santo Padre de que o primeiro anúncio, sobre a entrega de Jesus pela humanidade, deve ser feito às famílias. "Hoje estamos aqui neste Santuário destinado a propagar, continuamente, dia e noite, todos os dias, essa grande verdade de Deus que se fez homem e que deu a vida por nós, para que nós tivéssemos vida".
 
Baseado na exortação papal, Dom João disse que a família também é um mistério de entrega ao outro, onde se deve praticar a misericórdia, através da compreensão, da paciência e da escuta e reafirmou a mensagem de esperança que a Igreja é convocada a levar diante dos desafios que acometem as famílias.
 
"Desejo que esta casa, este templo, este Santuário seja um lugar onde se propague e se cultive esse olhar de quem caminha para frente como quem vê o invisível, sempre na certeza de estar pegando na mão de Cristo e seguindo o caminho d'Ele", finalizou o Bispo de Tubarão.
 
Ao final da missa, o Bispo de Criciúma, Dom Jacinto Flach, agradeceu pela presença e pelas palavras proferidas Dom João durante sua homilia. O epíscopo também manifestou sua gratidão e reconhecimento por todo trabalho desenvolvido pelas equipes do Movimento de Cursilhos de Cristandade em prol da evangelização.
 
Terceira missa será presidida por Arcebispo de Passo Fundo
Hoje à noite, 18, a terceira missa da novena será presidida pelo Arcebispo de Passo Fundo, Dom Rodolfo Luiz Weber, às 19h30min, com a presença do Apostolado da Mãe Peregrina de todas as paróquias da Diocese de Criciúma. O tema de hoje será: "Lançarei as bênçãos abundantes sobre os seus trabalhos e empreendimentos".