Cúria Diocesana (48) 3433.6313 Catedral São José (48) 3433.1079 imprensa@diocesecriciuma.com.br

Dom Onécimo Alberton preside quarta missa do Santuário do Coração de Jesus

Data de Publicação
19
2017
04
Quarta-feira
23h46
19 de Abril de 2017 23h46

A cada noite, centenas de fiéis de toda região visitam o Santuário Sagrado Coração Misericordioso de Jesus pela primeira vez. O Santuário, que será inaugurado no próximo domingo, em Morro Bonito, Içara, na noite desta quarta-feira, 19, acolheu a presença do Bispo da Diocese de Rio do Sul, Dom Onécimo Alberton, que, até sua ordenação episcopal, foi membro do clero da Diocese de Criciúma.
 
"Um 'boa noite' do coração, um 'boa noite' que é movido pelo amor, porque somente vem e é digno desta casa quem é movido pelo amor, e o amor é a presença de Deus no meio de nós. O amor não morre, ressuscitou, está vivo e esta deve ser a casa do amor, a casa dor irmãos que se amam, que se querem bem, que se sentem na presença de Deus. Que hoje, na presença de Deus, de Jesus Ressuscitado, nós também possamos ressuscitar com Ele, abrindo nosso coração para a misericórdia, para o amor e para o perdão", disse Dom Onécimo em sua saudação.
 
A missa foi concelebrada pelo Bispo de Criciúma, Dom Jacinto Flach, pelo futuro reitor, padre Antônio Vander e pelos padres Antônio Júnior, José Juan da Misericórdia, Agenor Pedroso, Antoninho Rossi, Gabriel Dalmolin, Gilson Pereira e Anselmo Buss, este último da Catedral de Tubarão. A celebração contou com a participação das Equipes de Nossa Senhora da Diocese de Criciúmas e das comunidades dos bairros Liri, Marili e Demboski, da Paróquia São Donato.
 
Dom Onécimo manifestou sua gratidão por ser convidado a participar da novena e se alegrou em rever tantos rostos conhecidos que acompanharam sua trajetória sacerdotal. "Louvo e bendigo e os consagro todos aos cuidados do Coração de Jesus: conhecidos e não conhecidos, somos todos irmãos, amados por este Deus, amados por Jesus", disse.
 
Durante sua reflexão, Dom Onécimo acrescentou ainda que "quando a gente deixa Deus trabalhar o nosso coração, nós nos tornamos bons, não para ser melhores que os outros, mas para dar o melhor para os outros (...) ser instrumentos para trazer Deus mais próximo do povo".

A presença do Ressuscitado e sua misericórdia nos momentos difíceis
 
O Bispo da Diocese de Rio do Sul refletiu acerca do Evangelho que recordava o caminho de Emaús e afirmou que o fato de Jesus se aproximar dos dois discípulos prova que "a presença do Ressuscitado é proximidade e não distanciamento".
 
Dom Onécimo agradeceu profundamente a solidariedade e o carinho que junto a sua família recebeu das pessoas nas duas últimas semanas, após a páscoa de seu pai, Mozé Alberton. Falando sobre o momento enfrentado pela dor, o epíscopo conduziu a reflexão sobre a vida de cada pessoa, em particular, e comparou à tristeza que vivenciavam os discípulos de Emaús, que seguiam pelo caminho após a morte de Jesus. "Quando a gente está ferido, machucado, a nossa fé, aos poucos, vai mostrando uma visão mais clara, para vermos, com os olhos de Jesus, o que aconteceu, o que está acontecendo e o que pode acontecer", provocou o pensamento.
 
O tema central da noite foi a 7ª promessa do Sagrado Coração de Jesus a Santa Margarida: "Os pecadores encontrarão em meu coração a fonte inesgotável de misericórdia". À promessa, o Bispo relacionou ainda o reencontro de Jesus com os discípulos. "Jesus é o rosto da misericórdia do Pai revelado no meio de nós e Ele nos coloca a prova em alguns momentos. Ele faz de conta que vai mais adiante, para esperar a nossa inciativa, para esperar também que tudo aquilo que Ele falou tenha uma resposta livre, espontânea e quando somos tocados por suas palavras, nosso coração é um coração que acolhe, um coração que se encanta, que se apaixona, que se abre e diz: 'Fica conosco, Senhor, é tarde e a noite já vem', entra na nossa casa, fica conosco. Não deixe Jesus ir embora quando Ele faz de conta, mesmo na tua dor e sofrimento, mesmo na tua cruz".

O amor misericordioso se recomenda como um remédio
 
"Às vezes, dizemos que nossa Igreja está diminuindo, que os espaços ficam cada vez mais vazios em nossos templos e eu pergunto: Talvez não é o nosso coração que não está ardendo para dar testemunho aos nosso irmãos e pra dizer o quanto é bom a gente viver a fé e viver como batizados?" - indagou, Dom Onécimo, a assembleia.
 
Com este questionamento, o epíscopo direcionou para uma outra reflexão, que concluiu sua homilia. Dom Onécimo recordou o resfriado que enfrentou, tempos atrás, e a preocupação das pessoas em lhe receitar chás para sanar o problema de saúde. "Aquilo me tocou o coração, porque as pessoas demonstravam tanto amor por mim e eu me senti amado por elas, porque diziam para mim que aquilo que fez bem para elas, queriam que fizesse bem também a mim. E eu pergunto para vocês: O amor misericordioso de Jesus faz bem para vocês? Se faz, por que é que a gente não recomenda? Por que a gente não recomenda para os nosso irmãos: vamos para o santuário? Vamos para a casa? Vamos até Jesus? Ele tem tudo de bom; n'Eele vamos encontrar a vida! Ali nosso coração arde e a gente volta para casa animado, mais feliz, mais contente, porque a presença dEle é que torna a vida da gente melhor", disse em tom enfático, recebendo o reconhecimento da assembleia sobre a provocação por meio das palmas.
 
Ao final da missa, padre Vander dirigiu palavras de carinho e gratidão a dom Onécimo, que foi seu formador e de outros padres concelebrantes na missa. Dom Jacinto Inacio Flach agradeceu a presença de todos e pediu a oração de todos pela família de Dom Onécimo, a quem declarou ser sempre bem-vindo a esta Diocese.

Poucos dias da grande inauguração

A cada dia se aproxima mais o momento de abrir oficialmente as portas de todo complexo do Santuário do Sagrado Coração de Jesus e a preparação segue em ritmo intenso para que tudo seja realizado da melhor forma. "É emocionante ver a interação do povo, que todas as noites se faz presente aqui nas celebrações", comemora padre Antonio Vander.
 
O bispo Dom Jacinto Inacio Flach, pontuou a expectativa para o dia que deve contar com a presença de milhares de católicos de toda região e também de outras localidades. "Está se aproximando o momento tão esperado, é com grande amor e alegria que convidamos cada um e cada uma para fazer parte deste grande evento que irá ser um marco na nossa Igreja".
 
Toda obra já está em fase final. Nestes últimos dias estão sendo colocados os vitrais da igreja principal, a finalização da Praça de Nossa Senhora e Igreja de Santa Faustina e São João Paulo II, bem como toda parte de paisagismo do local.
 
Nesta quinta-feira, 20, a programação segue intensa com a Santa Missa presidida por Dom Paulo de Conto, primeiro bispo diocesano de Criciúma. A liturgia ficará a cargo do movimento de Renovação Carismática Católica. 
 
20/04/ - Santa Missa Solene
Horário: 19:30
Presidente: Dom Paulo Antônio de Conto - Bispo Diocesano de Montenegro - RS
Tema: "As almas tíbias tornar-se-ão, fervorosas pela prática desta devoção".
 
21/04/ - Santa Missa Solene
18:30 - Caravana com a Imagem de Nossa Senhora de Caravaggio saindo do Santuário de Caravaggio
Horário: 19:30
Presidente: Dom Wilson Tadeu Jönck - Arcebispo Metropolitano de Florianópolis
Tema: "Eu os consolarei em todas as suas aflições".
 
22/04/ - Santa Missa Solene
Horário: 19h
Presidente: Dom Anuar Battisti - Arcebispo Metropolitano de Maringá
Tema: "Serei refúgio seguro durante a vida e sobretudo na hora da morte".
 
23/04/ - Dia da Abertura, Fundação e Instalação Oficial do Santuário do Sagrado Coração Misericordioso de Jesus e Nomeação do Primeiro Reitor
08:30 - Recepção das Bandeiras do Apostolado da Oração, Estandartes dos Setores de Pastoral e Bênção da Igreja da Agonia
09:00 - Caminhada e Bênção da Praça de Nossa Senhora
09:15 - Caminhada e Bênção da Igreja de Santa Faustina e Jesus Misericordioso
09:30 - Caminhada e Bênção da Casa do Reitor do Santuário
10:00 - Santa Missa Solene e Bênção do Santuário
Presidente: Dom Jacinto Inacio Flach - Bispo Diocesano de Criciúma
Tema: "A casa do Senhor é Casa de Oração"
 
Santa Missa Solene
Horário: 13h
Presidente: Dom Jaime Spengler - Arcebispo Metropolitano de Porto Alegre
Tema: "Darei aos sacerdotes o dom de tocar os corações mais endurecidos"
 
Santa Missa Solene
Horário: 14h30
Presidente: Dom Leomar Brustolin - Bispo Auxiliar de Porto Alegre
Tema: "As pessoas que propagarem esta devoção terão o seu nome inscrito para sempre em meu coração"
 
16h - Santa Missa Solene em Ação de Graças pelos Benfeitores do Santuário
Presidente: Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer  - Cardeal Arcebispo de São Paulo
 
19h - Santa Missa Solene de Encerramento da Festa da Divina Misericórdia
Presidente: Padre Alessandro Campos