Cúria Diocesana (48) 3433.6313 Catedral São José (48) 3433.1079 imprensa@diocesecriciuma.com.br

Bispo exorta todos a viverem o Natal cristão

Data de Publicação
22
2017
12
Sexta-feira
12h44
22 de Dezembro de 2017 12h44

Na noite deste domingo, 24, e nas celebrações litúrgicas do dia 25, a Igreja Católica comemora a grande festa do Natal do Senhor. Há mais de dois mil anos, depois de não encontrar nenhum lugar para pernoitar, fugindo dos soldados do rei Herodes, Maria, acompanhada de seu esposo José, deu à luz o Salvador enviado por Deus - Jesus - em uma estrebaria.

A história que atravessa gerações e integra a fé dos católicos, muitas vezes, confunde-se em meio a tantas luzes e personagens de Natal evidenciados pelo mundo consumista. "Natal é a festa do nascimento do Menino Jesus, o Filho de Deus, nosso Salvador. Este é o maior e melhor presente que veio do Céu. Nossos presentes só têm sentido a partir Dele. Celebrar o Natal sem fé e amor não é Natal Cristão", adverte o Bispo da Diocese de Criciúma, Dom Jacinto Inacio Flach.

O Papai Noel, salienta Dom Jacinto, é uma figura criada, folclórica, apesar de que um dos relatos de sua origem remonte a uma inspiração na pessoa de São Nicolau, santo venerado pela Igreja. "São Nicolau, sim, é histórico. Era bispo de Esmirna e fazia muita caridade junto às pessoas pobres. O dia dele é celebrado em 6 de dezembro. É muito lembrado nos países nórdicos, onde as crianças ganham presentes nesse dia. Entretanto, o Papai Noel se tornou uma figura comercial de enfeite que, na prática, não tem história", explica o epíscopo.

Conforme Dom Jacinto, todos são convidados a falar e celebrar o Natal, recordando a vida que se está esperando - o nascimento do Salvador e, através da confecção do presépio, "lembrar a história real que é celebrada há dois mil anos". 

 
Dom Jacinto presidirá a missa na noite de Natal, 24, às 20 horas, na Catedral São José.

Confira os horários de missas e celebrações de Natal em todas as paróquias da Diocese de Criciúma.