Cúria Diocesana (48) 3433.6313 Catedral São José (48) 3433.1079 imprensa@diocesecriciuma.com.br

Assembleia e Missão no foco da terceira reunião do Conselho Diocesano de Pastoral

Data de Publicação
05
2019
08
Segunda-feira
12h46
05 de Agosto de 2019 12h46

Na manhã de quinta-feira, 01 de agosto, o Conselho de Pastoral da Diocese de Criciúma realizou sua terceira reunião do ano, no Centro de Pastoral da Paróquia Nossa Senhora das Graças, no bairro Pinheirinho, em Criciúma. O encontro teve início às 08 horas, com a acolhida do pároco, padre José Sival Soares (rcj), oração e apresentação da realidade da Paróquia, e leitura da ata da última reunião, feita pelo secretário Richard Quadros Magnus.

Por uma Igreja em Estado Permanente de Missão
 
O primeiro assunto da pauta foi a reflexão sobre a Urgência 1 apontada pelo Plano Diocesano de Pastoral, sobre "a Igreja em Estado Permanente de Missão", conduzida pelo coordenador da Comissão Missionária Diocesana, padre Antonio Mendes. O tema recordou a missão da Igreja, que existe para anunciar a pessoa e a mensagem de Jesus Cristo, através dos gestos e das palavras. "Quem não assume a missão, não assume a sua realidade de fé", enfatizou padre Antonio ao se referir aos batizados, cuja missão é serem discípulos missionários. Padre Antonio também ressaltou que "ser uma Igreja em Estado Permanente de Missão" é "anunciar a pessoa de Jesus Cristo como discípulo, mas também como comunidade" e falou da importância de não só despertar para a missão além fronteiras, mas para a missão na própria realidade, no próprio chão. Dentro das linhas de ação propostas pelo PDP, o assessor reforçou a necessidade de ações no âmbito da missionariedade, do protagonismo juvenil e no ecumenismo e diálogo inter-religioso.

Pauta da Assembleia Diocesana de Pastoral é aprovada
 
Em seguida, foi a vez do Coordenador Diocesano de Pastoral, padre Antônio da Silva Miguel Júnior, apresentar a pré-pauta proposta na reunião da Coordenação de Pastoral, para a Assembleia Diocesana de Pastoral, agendada para os dias 18 e 19 de outubro. Na sexta-feira, a Assembleia acontecerá das 19h30min às 22h e, no sábado, das 08h às 17h. Conforme padre Antônio Júnior, um instrumento de avaliação sobre a caminhada será enviado para as comarcas, a respeito das cinco urgências elencadas no PDP. O coordenador de pastoral destacou a importância do aprofundamento no conhecimento destas urgências e sobre o que está sendo realizado com base nelas. Na Assembleia, será apresentada a síntese da avaliação das sete comarcas. Padre Antônio também falou da importância de refletir sobre a atuação comarcal. "Precisamos entender para que servem as comarcas em nossa Diocese: espaços que devem ser de articulação, aproximação e afetividade", disse.

Um dos assuntos principais da Assembleia será a reflexão sobre as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil para 2019 a 2023, e suas luzes no Plano de Pastoral da Diocese de Criciúma. Em grupos, os delegados da Assembleia apontarão indicativos para o Projeto de Ação Pastoral para a Diocese para o biênio 2020/2021, com foco no Batismo - a Iniciação à Vida Cristã - e na Missão. "Precisamos ter cuidado com o risco de ter só eventos. Como fazer com que nossa Igreja, nossos movimentos, pastorais, paróquias se tornem mais missionários? Precisamos seguir uma linha: Qual será o foco de nossa ação? Qual será nossa prioridade? Recordo a reflexão já feita por padre Thiago Eufrásio, quando disse que 'a Igreja em saída não é somente um evento, é um jeito de ser'", pontuou padre Antônio Júnior. Alguns trabalhos que já são realizados foram lembrados, como os novos itinerários catequéticos e as mudanças que estão sendo preparadas com relação à catequese para o Batismo e para o Matrimônio. Ao final da Assembleia, também deve ser apresentado e aprovado o novo modelo de formação para os noivos da Diocese.

Novas paróquias e áreas pastorais
 
"Todo o nosso trabalho deve ter espírito missionário (senão, perdemos a nossa mística) e então estaremos em comunhão com o que o Papa fala, nosso Plano Diocesano de Pastoral e nossas Diretrizes, por uma Igreja mais acolhedora. Nosso grande desafio é evangelizar!", frisou o Bispo Diocesano, Dom Jacinto InacioFlach, ao comentar sobre o redimensionamento que está sendo planejado para algumas paróquias da Diocese, afim de fazer com que os padres possam ficar mais perto do povo. Dom Jacinto falou com esperança sobre as recentes e futuras ordenações, e também futuras paróquias e áreas pastorais, que darão frutos nesse sentido. Entre as regiões, estão comunidades dos municípios de Passo de Torres, Forquilhinha, Urussanga e, em Criciúma, os bairros Demboski e Buenos Aires. "Olho para nossa Diocese, em nosso Estado, e vejo que nossa Diocese tem um futuro muito positivo", acrescentou o Bispo. "Passamos de uma realidade rural para uma realidade mais urbana", comentou o coordenador da Pastoral Presbiteral, padre Antônio Vander, ao comparar a população de alguns bairros com o número de habitantes de municípios onde a realidade é rural.

Compreender as instâncias dentro da Diocese
 
Durante a reunião, surgiu a reflexão acerca do papel, diante de definições sobre a caminhada diocesana, por parte de conselhos diocesanos, comarcais e paroquiais. "Junto ao Bispo, somos responsáveis por tomar algumas direções. A comarca deve dar continuidade, e não analisar", justificou padre Antônio, ao referir-se ao Conselho Diocesano de Pastoral, delegado para a tomada de decisões após encaminhamentos da Assembleia Diocesana. Dom Jacinto lembrou que o mesmo acontece em âmbito nacional, com as funções do Conselho Permanente, que se reúne constantemente, após a Assembleia da CNBB. O chanceler da Diocese, padre Egídio Schmoeller, ratificou a posição, ao recordar que a Igreja é sinodal e, portanto, é necessário seguir as orientações para estar em comunhão com ela.

Mês Missionário Extraordinário
 
Outro assunto da pauta foi o Mês Missionário Extraordinário, convocado pelo Papa Francisco para outubro deste ano. No dia 19 de outubro, a Assembleia Diocesana de Pastoral fará sua coleta durante a missa, que será celebrada às 11 horas. Neste mesmo dia, toda a Igreja é convidada a fazer sua oferta pelas missões e uma vigília que será preparada pela COMIDI e encaminhadas às paróquias. Além da coleta e da vigília, e da oração a qual todos são convidados a se dedicar, a Diocese de Criciúma, com a aprovação dos membros do Conselho Diocesano de Pastoral, promoverá, no dia 29 de setembro, às 19 horas, uma missa na Catedral São José, onde o Bispo irá abençoar réplicas da Cruz Missionária que foi enviada a Diocese para serem enviadas a todas as paróquias. A celebração deverá contar com, ao menos, dois representantes de cada paróquia, sendo eles sacerdotes, religiosas ou leigos para receberem a cruz. O mês de outubro deverá ser marcado pela presença destas cruzes em todas as comunidades da Diocese ea motivação para a Coleta das Missões, além da oração por toda ação missionária da Igreja.

Brasão e nova cúria
 
Na reunião do Conselho, padre Antônio Júnior e Dom Jacinto apresentaram o brasão criado para a Diocese de Criciúma que, desde a sua criação, em 1998, fazia uso de uma logomarca. A mudança decorreu em função da solicitação da Nunciatura Apostólica, uma vez que somente a Diocese de Criciúma, dentre as dez dioceses do Regional Sul 4 da CNBB, não se utilizava de um brasão. "É uma 'nova logomarca', de acordo com o que é tradição na Igreja", explicou padre Antônio aos membros do Conselho. Confeccionada por um ateliê heráldico de Portugal, a nova identidade será oficialmente lançada no dia 15 de agosto, data do aniversário de instalação da Diocese, sendo que desta data em diante passará a ilustrar todos os documentos oficiais da Igreja diocesana.
 
Ao final da reunião, Dom Jacinto também se pronunciou com relação às obras da nova sede da Cúria Diocesana, que está sendo construída no bairro Santa Bárbara, em Criciúma. Segundo o epíscopo, até 15 de setembro a construtora deve concluir os trabalhos e antes do fim do ano deve haver a inauguração e mudança para o local. Conforme o Bispo, um ambiente bonito, acolhedor e com muitas vagas para estacionamento.

Próximas atividades regionais e diocesanas
 
Durante o Conselho, foi lembrada a 25ª edição da Romaria da Terra e das Águas que, neste ano, será realizada no município de São José do Cerrito, Diocese de Lages, no dia 15 de setembro. Diversas paróquias já estão mobilizadas para participar do encontro.
 
Em 25 de agosto, ocorre a Caminhada Vocacional Diocesana. O assessor eclesiástico da Pastoral Vocacional, padre Gilson da Silva Pereira, ressaltou que a atividade é compromisso de toda a Diocese, com participação especial da Pastoral Vocacional, Setor Vida e Família, Setor Juventude, Catequese e Conferência dos Religiosos. Padre Gilson ressaltou a importância de todos abraçarem a Caminhada, pois todo o contexto da Igreja é vocacional; e de fortalecer a Pastoral Vocacional nas paróquias, motivar o povo para participação e de que as paróquias, pastorais e movimentos venham identificadas com suas camisetas, banners ou bandeiras. A acolhida está marcada para 08 horas, com início da caminhada previsto para 08h30min e a missa por volta de 11 horas.
 
Os próximos estudos diocesanos por região pastoral estão agendados para 10 de setembro, em Turvo, e 11 de setembro, em Caravaggio. O tema será o Sínodo da Juventude e a Exortação Apostólica Christusvivit, com assessoria de Dom Adelar Baruffi, Bispo de Cruz Alta (RS).

Próximo Conselho
 
A próxima reunião do Conselho Diocesano de Pastoral acontecerá no dia 31 de outubro, na Paróquia São João Batista, em São Bento Baixo, Nova Veneza.