Cúria Diocesana (48) 3433.6313 Catedral São José (48) 3433.1079 imprensa@diocesecriciuma.com.br

1. Igreja, lugar de Alegria

75. Ao iniciar a segunda parte – que trata da vida de Jesus Cristo nos discípulos missionários – o Documento de Aparecida convida os católicos a viver a alegria de serem discípulos missionários de Cristo e anunciadores da Boa Nova da vida para todos. “Alegrai-vos sempre no Senhor! Repito: alegrai-vos” (Fl 4,4). Por terem ouvido a Boa Nova do amor (o Evangelho) de Deus-Pai revelado no seguimento de Cristo e na unção do Espírito, os cristãos católicos devem alegremente anunciar a Boa Nova da vida, da dignidade humana, da família, do trabalho, da ciência e do destino universal dos bens da criação. “Eu vos anuncio a Boa Notícia, que será uma grande alegria para todos” (Lc 2,10).

76. A alegria evangélica é uma marca que queremos ver estampada no rosto de nossa Igreja. Quem fez a experiência do amor de Deus, do encontro com Cristo e da vida no Espírito, não pode abater-se pela tristeza e pelo desânimo: “No amor não existe medo; pelo contrário, o amor perfeito lança fora o medo” (1Jo 4,18). “Coragem, não tenham medo, sou eu” (Mt 14,27). Mesmo diante das dificuldades, privações, incompreensões, crises e todo tipo de provações, queremos manifestar a alegria pascal, que provém da vitória do Crucificado-Ressuscitado, a vitória da vida sobre a morte, do bem sobre o mal, uma “alegria que nos é dada e ninguém poderá tirar” (Jo 16,22).